O /S/ EM CODA SILÁBICA EXTERNA NO FALAR OIAPOQUENSE

  • Celeste Rocha Ribeiro UNIFAP/UFRJ

Resumo

Este texto expõe de forma sintética resultados prévios de um estudo de base sociolinguística que está sendo realizado para fins de tese, baseado em dados orais de três grupos de falantes, moradores da cidade de Oiapoque (AP). Apresentamos um recorte desses dados, a fim de evidenciar como ocorre o fonema /s/ em posição de coda final de palavra, independente do contexto de realização. Esse fonema não tem valor morfêmico. Os pressupostos teórico-metodológicos seguem, em parte, a teoria da variação linguística (Labov, 1972) visto que estamos considerando o componente social em nossa análise, além da concepção de língua inserida em uma comunidade, utilizada por determinados grupos étnico-sociais. Os resultados preliminares apontam para uma variação estável do referido fonema, sendo quase categórica entre os falantes nascidos em Oiapoque que fazem uso do português brasileiro (PB) como língua materna (L1)e com um número maior de variantes nos falantes de PB como segunda língua (L2).      


ABSTRACT: This text briefly presents previous results of a sociolinguistic study that is being carried out for thesis purposes, based on oral data of three groups of speakers, residents of the city of Oiapoque (AP). We present a clipping of these data in order to show how the phoneme /s/ occurs in the final word position, regardless of the previous or next context. This phoneme has no morphemic value. The theoretical-methodological assumptions follow in part the theory of linguistic variation (Labov, 1972) since we are considering the social component in our analysis, in addition to the conception of language inserted in a community, used by certain ethnic-social groups. The preliminary results point to a stable variation of this phoneme, being almost categorical among the speakers born in Oiapoque who use brazilian portuguese (PB) as their mother tongue (L1) and with a greater number of variants in PB speakers as a second language (L2).


KEY-WORDS: /s/ final position. Linguistic variation. L1 e L2.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Professora assistente da Universidade Federal do Amapá. Mestre. Doutoranda em linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. celribeiro042002@gmail.com

Publicado
2017-10-17
Como Citar
RIBEIRO, Celeste Rocha. O /S/ EM CODA SILÁBICA EXTERNA NO FALAR OIAPOQUENSE. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 7, n. 20, p. 356 – 373, out. 2017. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.ojs.galoa.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/23>. Acesso em: 17 nov. 2017.