CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS EM CONTEXTO DE LÍNGUAS EM CONTATO

  • Nilse Dockhorn Hitz PG- UNIOESTE
  • Vanderci de Andrade Aguilera UEL

Resumo

Este artigo apresenta as crenças e atitudes linguísticas dos falantes da língua pomerana da  localidade  de Marechal Cândido Rondon (PR). O corpus foi coletado por meio de entrevista semiestruturada com base em Dück (2011). Com base na Metodologia Pluridimensional de (THUN, 1998; 2008; 2009) e (ALTHENHOFEN, 2004, 2011), pressupostos teóricos da Sociolinguística e Psicologia Social (LAMBERT e LAMDERT, 1975). A Psicologia Social analisa a identidade, papeis crenças e atitudes que regem o comportamento linguístico do falante e a Sociolinguística abrange a organização social do comportamento linguístico, ou seja, atitudes implícitas pela organização de uma comunidade, na distribuição de categorias, grupos de falantes, que sofrem pressão simbólica de poder linguístico, neste caso o grupo étnico pomerano que tem contato com falantes de língua alemã e a língua portuguesa. Foram selecionados oito informantes, da GI e GII, de cada geração duas mulheres e dois homens; para a transcrição utilizou-se a técnica grafemática. A análise orientou-se pelos aspectos metalinguísticos para identificar o componente afetivos na fala dos entrevistados pomeranos.


ABSTRACT: This article presents the linguistic beliefs and attitudes of the speakers of the Pomeranian language of the locality of Marechal Cândido Rondon (PR). The corpus was collected through a semi-structured interview based on Dück (2011). Based on the Pluridimensional Methodology of (THUN, 1998; 2008; 2009) and (ALTHENHOFEN, 2004, 2011), theoretical assumptions of Sociolinguistics and Social Psychology (LAMBERT and LAMDERT, 1975). Social Psychology analyzes the identity, roles, beliefs and attitudes that govern the speaker's linguistic behavior, and Sociolinguistics encompasses the social organization of linguistic behavior, that is, attitudes implied by the organization of a community, in the distribution of categories, groups of speakers, which Suffer symbolic pressure of linguistic power, in this case the Pomeranian ethnic group that has contact with German speakers and the Portuguese language. Eight informants were selected from GI and GII, from each generation two women and two men; for the transcription was used the graphematic technique. The analysis was guided by the Metalinguistics aspects to identify the affective component in the speech of the interviewed Pomeranians. 


KEYWORDS: Dialetologia multi-dimensional ; pomerana language; beliefs and attitudes

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutoranda do curso de Linguagem e Sociedade da Universidade do Oeste do Paraná – UNIOESTE.E-email: nilsehitz@hotmail.com.

##submission.authorWithAffiliation##

Professora, Doutora da Universidade Estadual de Londrina, convidada da Universidade Estadual do Oeste do Paraná- Unioeste. E-mail: vanderci@uel.br

Publicado
2017-10-17
Como Citar
HITZ, Nilse Dockhorn; AGUILERA, Vanderci de Andrade. CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS EM CONTEXTO DE LÍNGUAS EM CONTATO. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 7, n. 20, p. 249 – 270, out. 2017. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.ojs.galoa.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/17>. Acesso em: 17 nov. 2017.